Procon alerta sobre golpe de venda de telefones celulares em Maringá

, , Leave a comment

O Procon de Maringá e a Delegacia de Estelionatos de Maringá apuram denúncias de casos de estelionato em supostas vendas online de aparelhos de telefone celular. Uma loja tem feito anúncios na internert oferecendo aparelhos abaixo do valor de mercado atraindo pessoas que fazem pagamento e não recebem os produtos. Procon foi até Delegacia de Estelionatos na manhã de ontem, 10.
Loja faz anúncios num site e no Instagram como tendo sede num shopping de Maringá. Procon fez levantamento e constatou que não existe tal loja em nenhum shopping da cidade. Também tentou contatos de formas diferentes e nunca foi atendido ou teve resposta. Para piorar, nas páginas da empresa não consta dados, endereço, número de Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ), Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC), entre outros aspectos obrigatórios para sites de comércio eletrônico, conforme decreto federal 7962/2013.

Procon orienta que em caso de dúvida, consumidor deve pesquisar sobre empresa antes de efetuar a compra. É comum golpistas facilitarem pagamento, darem descontos para fecharem a venda. Geralmente pagamento feito em depósito bancário. E não respondem mais o cliente e chegam a desaparecer, voltando depois com outro nome em outra localidade. O consumidor deve fazer contato por vias diferentes e desconfiar de preços mais baratos que a media vendida em outras lojas.
Num dos sites suspeitos, é comum ver várias fotos da mesma pessoa, com roupas e em dias diferentes, segurando aparelhos como se fosse cliente satisfeito com a compra. E os comentários da página estão desabilitados. Assim as vítimas não conseguem denunciar para alertar outros compradores.

Caso comprovado golpe, cabe multa do Procon variando entre R$ 720 e R$ 9 milhões. Já como crime, estelionato está previsto no artigo 171 do Código Penal Brasileiro (CPB) com pena de reclusão entre um e cinco anos e mais multa. Denúncias podem ser feitas nos telefones (44) 99840-0278 ou 98402-0433. Ou pelo email  [email protected]
Ou com boletim de ocorrências online no site da Polícia Civil , escolhendo link “Estelionato”.
*Fonte:Prefeitura de Maringá/Foto:Divulgação/PMM.
 

Deixe um comentário