Pesquisa reúne dados para orientar retomada do desenvolvimento econômico e social

, , Leave a comment

Apresentada na manhã de hoje, 3, durante reunião online, os dados da pesquisa que alicerça o Plano de Retomada do Desenvolvimento Econômico e Social de Maringá desenha cenário dos efeitos da pandemia sobre diversas atividades. Informações foram coletadas entre os dias 6 e 23 de julho. Dos questionários enviados, 889 foram respondidos. “A partir dessa base de dados vamos organizar medidas e discuti-las amplamente, buscando o entendimento necessário para construir propostas de reaquecimento das atividades econômicas”, afirma o prefeito Ulisses Maia, com expectativa otimista na recuperação.

A pesquisa, organizada pela Prefeitura de Maringá em parceria com Acim, Conselho de Desenvolvimento Econômico (Codem) e Sebrae,  teve participação de micro e pequenas empresas – MPE (57%), microempreendedores individuais- MEI (30%) e médias e grandes empresas – MGE (13%) em 29 atividades. Estatística aponta confiabilidade de 95% e margem de erro de 3,2%. Cada dado apresentado tem uma segmentação detalhada.

Entre essas, 38% das MEIs suspenderam atividades na pandemia, 31% das MPEs e 37% das MGEs se adequaram para continuar trabalhando. Do total, 84,1% tiveram queda no faturamento, 11,5% mantiveram e 4,2% aumentaram faturamento durante pandemia.  Empresas participantes indicaram que 45% não precisaram de crédito no período e 55% precisaram. Já sobre empregos, 3,8% contrataram funcionários, 60,2% não alteraram quadro e 35,9% demitiram empregados.

Entre diversos aspectos positivos está que 25% do que foi comprado pelas empresas no período é da própria cidade. Ou seja, há potencial para aumentar isso. O que já é trabalhado pela prefeitura no programa Compra Maringá, incentivando empresas locais a participar dos editais para fornecer produtos e materiais.

Essa foi terceira reunião da força-tarefa do Plano de Retomada. Dados da pesquisa é indicada como primária e serão somados com outros dados gerais secundários já registrados anteriormente. Sebrae informa que próxima reunião será na próxima semana. “Vamos refinando as informações para gerar dados suficientes que orientem ações específicas no curto e médio prazo. O importante é deixar claro o compromisso e a pressa em tentar reorganizar a economia para retomar o desenvolvimento”, afirma o secretário de Fazenda, Orlando Chiqueto.

Também foram apresentados na reunião de hoje dados sobre arrecadação pela Prefeitura de Maringá. Membros da força-tarefa receberam formulário para comentarem sobre impactos da pandemia, propostas, dicas sobre quem pode ajudar, entre outros. Além de representantes de diferentes segmentos econômicos maringaenses, também participaram da reunião secretários da Assistência Social e Cidadania (SASC), da Fazenda (SeFaz), de Inovação e Desenvolvimento Econômico (Seide) e de Gestão./Fonte: Prefeitura de Maringá/Foto: Mileny Melo/PMM.
SAIBA +
 

Deixe um comentário