Reunião com supermercados orienta sobre novo decreto municipal

, , Leave a comment

Reunião realizada na manhã desta quarta, 8, no Paço Municipal, discutiu o funcionamento dos supermercados e atacadistas com a  entrada em vigor do decreto 943/2020, que suspende a abertura das unidades aos domingos. Representantes das redes Camilo, Muffato, Angeloni, Cidade Canção, Bom Dia, Atacadão, Assaí e Condor participaram da reunião, coordenada pelo chefe de Gabinete, Domingos Trevisan. Os secretários Orlando Chiquetto (Fazenda), Adelino Gonçalves (Procuradoria) e Rafael Silva (Desenvolvimento Econômico) também estiveram na reunião
“Momento dos segmentos econômicos, e não apenas o supermercadista, entenderem que enfrentamos uma guerra e vencê-la depende de um esforço coletivo. Portanto, pedimos a todos a colaboração para salvar vidas”, disse Domingos Trevisan. Pelo novo decreto, os supermercados devem fechar nos dois próximos domingos (12 e 18). Os supermercados podem funcionar entre segunda-feira e sábado, entre 8h e 20h. Fiscalização permanece atenta às denúncias para coibir descumprimento das normas de funcionamento e prevenção contidas nos decretos.

Novo decreto prevê que supermercado, mercado, mercearia, feira livre, padaria, peixaria, açougue, quitanda e similares não podem atender aos domingos. Atendimento é permitido entre segunda e sábado, entre 8h e 20h. Aos domingos, apenas delivery até 13 horas para açougues, quitandas, peixarias, casas de massas, padarias e similares.   Também é proibido acesso de mais de uma pessoa da família e crianças menores de 12 anos não podem entrar nos estabelecimentos. Filas na entrada e no interior devem respeitar distanciamento de 2 metros por pessoa. Cada estabelecimento deve respeitar limite de uma pessoa para cada 12,5 metros quadrados de área util.

Só é permitida entrada de pessoas com máscara de proteção cobrindo nariz e boca e deve estar disponível alcool em gel na entrada e nos caixas dos estabelecimentos.  Hoje também houve reunião com profissionais do delivery e do segmento de alimentação. Todo cuidado é para evitar que Maringá faça parte do próximo decreto do governo estadual com medidas mais rígidas contra coronavírus, podendo ser até lockdown. O que decretos da prefeitura de Maringá visam evitar. Assim como medidas são para salvar vidas. /Fonte: Prefeitura de Maringá/Foto: Andye Iore/PMM.

• Confira decretos municipais .
 

Deixe um comentário