Aprovado projeto que institui Dia Estadual da Mulher Negra no Paraná

, , Leave a comment

A Assembleia Legislativa aprovou hoje em primeira discussão, com 45 votos favoráveis, o projeto de lei 600/2016, do deputado Professor Lemos (PT), que inclui no calendário oficial do Paraná o Dia Estadual da Mulher Negra, a ser comemorado anualmente no dia 25 de julho.

Líder da oposição na Assembleia, Lemos destacou que a proposta tem o objetivo de incentivar e fortalecer as organizações e coletivos de mulheres negras no enfrentamento ao racismo, sexismo, discriminação, preconceito e demais formas de opressão.

“O Paraná tem mais de 10,4 milhões de habitantes, sendo 51% mulheres. Deste total, 28% se declaram negras ou pardas. É fundamental colocar em evidência esta luta tão importante, a luta das mulheres negras na promoção da igualdade racial e de gênero, bem como o combate a toda a forma de discriminação e racismo”, afirmou.

A data foi escolhida por ser o Dia Nacional de Tereza Benguela e da Mulher Negra, instituído pela Lei Federal 12.987/2015. Símbolo de liderança, força e luta pela igualdade, Teresa Benguela é um ícone da resistência negra do Brasil colônia. Ela viveu no século 18 no Vale do Guaporé, em Mato Grosso, onde comandou o Quilombo Quaritetê. Sob seu comando, o quilombo se desenvolveu (em modo de parlamento, para decidir em grupo tudo que dizia respeito às ações da comunidade), abrigando mais de 100 pessoas, principalmente negros e indígenas, e crescendo militar e economicamente. Após ataques de autoridades ao local, “Rainha Tereza” – como ficou conhecida – foi presa e veio a cometer suicídio após se recusar a viver sob regime de escravidão.

 

Deixe um comentário