Sobe para 41 o número de municípios afetados por temporal no Paraná

, , Leave a comment

O ciclone extratropical que atingiu a região Sul do País na terça-feira (30/6) causou estragos ao Paraná, onde as rajadas de vento chegaram a até 120 km/h, com chuvas de granizo em diversas cidades.

O último boletim da Coordenadoria Estadual da Defesa Civil, publicado às 12h desta quarta-feira (01), mostra que o temporal atingiu 41 municípios e afetou 10.590 pessoas no Estado. Até o momento, dados indicam que 137 pessoas estão desalojadas e 12 desabrigadas e há 1.501 casas danificadas.

As equipes do Corpo de Bombeiros e dos núcleos municipais de Defesa Civil continuam fazendo os atendimentos. O próximo boletim será publicado às 15h. Pelo menos 1,2 milhão de unidades consumidoras da Copel ficaram sem energia elétrica no Estado, quase dois terços delas em Curitiba, Região Metropolitana e no Litoral. A queda de energia prejudica o abastecimento e a Sanepar calcula que há 1,2 milhão de consumidores sem água.

MODERADAS – De acordo com o Simepar, para esta quarta-feira não estão previstas rajadas de vento mais fortes que as de ontem. As chuvas se afastam e as rajadas de vento seguem moderadas, ocasionalmente fortes.

Os ventos podem ser mais fortes pela manhã na região Sul, na Região Metropolita de Curitiba e no Litoral, com rajadas entre 50 km/h e 70 km/h. O ciclone extratropical situa-se sobre o mar na altura do Rio Grande do Sul e do Uruguai.

“Os ventos tendem a diminuir gradualmente à medida que esse ciclone se dirija ao oceano, mas população deve acompanhar as informações meteorológicas e alertas da Defesa Civil, tomando sempre o cuidado de consultar as fontes oficiais”, afirma o tenente Marcos Vidal, da Comunicação Social da Defesa Civil Estadual. Ele também ressalta que as pessoas podem receber os alertas da Defesa Civil mandando uma mensagem de texto pelo celular (SMS) com o CEP de sua residência para o número 40199.

OCORRÊNCIAS – Segundo o boletim da Defesa Civil, 10 pessoas ficaram feridas, uma em Santa Lúcia e nove em Ubiratã. Muitas árvores caíram sobre vias e residências, causando vários destelhamentos. Em Foz do Iguaçu e em Nova Prata do Iguaçu, 100 imóveis foram danificados, afetando 800 e 400 pessoas em cada cidade, respectivamente, sendo que em Nova Prata 40 pessoas estão desalojadas. Também há pessoas desalojadas em General Carneiro (30), Contenda (7), Fazenda Rio Grande (4) e Pinhais (3).

ATINGIDOS – A lista atualizada de municípios atingidos inclui Antonina, Araucária, Barbosa Ferraz, Bela Vista da Caroba, Candói, Cantagalo, Cascavel, Clevelândia, Contenda, Curitiba, Dois Vizinhos, Faxinal, Fazenda Rio Grande, Foz do Iguaçu, General Carneiro, Guarapuava, Lapa, Laranjeiras do Sul, Mandirituba, Manoel Ribas, Maringá, Matinhos, Missal, Nova Prata do Iguaçu, Palmas, Paranaguá, Pérola do Oeste, Pinhais, Pinhão, Piraquara, Ponta Grossa, Pontal do Paraná, Quatro Barras, Reserva, Salto do Lontra, Santa Izabel do Oeste, Santa Lúcia, São José dos Pinhais, Telêmaco Borba, Tibagi e Ubiratã.


Queda de energia afeta abastecimento de água em diversas regiões

A queda de energia afetou o abastecimento de diversas cidades paranaenses. A Sanepar estima que 1,1 milhão de consumidores estão sem água na Região Metropolitana de Curitiba, na região Sul da capital e nos municípios de São José dos Pinhais, Araucária, Almirante Tamandaré, Colombo, Lapa, Mandirituba, Contenda, Adrianópolis, Campo do Tenente. Alguns balneários de Pontal do Paraná, no Litoral, também estão com falta de água.

O desabastecimento também atinge parte de Ponta Grossa, nos Campos Gerais, e de Foz do Iguaçu, além de distritos de outros municípios da região Oeste: Corbélia (distritos de Ouro Verde do Piquiri e Nossa Senhora da Penha); Capitão Leônidas Marques, onde as regiões mais baixas e o distrito de Alto Alegre do Iguaçu estão desabastecidas por causa da queda de energia em uma estação elevatório e em um poço; Braganey (distrito de Longuinópolis) e Cascavel (distrito de Juvinópolis).

No Sudoeste, estão com problemas de abastecimento os municípios de Mariópolis, Clevelândia, Palmas, Bom Sucesso do Sul, Verê, Itapejara, Coronel Domingos Soares, Bela Vista da Caroba, Santa Izabel do Oeste, Cruzeiro do Iguaçu (distrito de Foz do Chopim), regiões mais altas de Salto do Lontra, Nova Prata do Iguaçu, Itapejara do Oeste, São Jorge do Oeste (distrito de Antônio Paranhos) e Vitorino (distrito de Araucária Park).


Previsão é de muito frio em todo o Estado

Depois do vendaval, a previsão para esta quarta-feira é de muito frio para o Paraná. Uma forte massa de ar polar ingressa no Sul do Brasil e provoca queda nas temperaturas em todas as regiões do Paraná, mostra o Simepar. Há previsão de formação de geadas ao amanhecer em vários setores do Estado e, mesmo com o sol, as temperaturas não se elevam muito.

 

Deixe um comentário