Após reunião com o governo, Fiep adianta que medidas contra covid-19 serão regionalizadas

, , Leave a comment

O presidente do Sistema Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), Carlos Valter Martins Pedro, divulgou agora há pouco uma carta endereçada aos diretores da instituição falando sobre a participação na reunião com o governador do Paraná, Carlos Massa Ratinho Júnior, hoje, 30, de manhã, para tratar de assuntos sobre a covid-19. Martins Pedro cita, no documento, que a situação está grave e que faltam medicamentos para o  tratamento de pacientes com o coronavírus, assim como faltam profissionais da medicina para atender a todos, embora existam leitos de UTIs.

Ele também adianta que as medidas que o governo do Paraná vai tomar para conter o alastramento da pandemia serão regionalizadas e “serão respeitados setores essenciais”. “Espero que a Indústria (o transporte será) seja incluída nisto”, escreveu o presidente da Fiep. Logo mais, às 15 horas, o governador do Paraná vai anunciar as novas medidas contra a pandemia.

Leia a íntegra da carta do presidente da Fiep:

“Caros Diretores Fiep!
Caros presidentes sindicatos Fiep!
Terminamos a pouco reunião do G7 com o Governador Ratinho e Secretário da Saúde Beto Preto, sobre as novas medidas de contenção da COVID 19. Realmente a situação se agravou, mas a novidade maior e ruim é que, apesar dos nossos números serem bons no geral, estamos com falta de INSUMOS básicos, para relaxamento muscular para entubação por exemplo, e apesar de novas Uti’s faltam equipes para operação disto. O remédio falta no Brasil todo. São situações que estão sendo trabalhadas, mas precisam de tempo.
As medidas serão regionalizadas e serão respeitados setores essenciais. E espero que a Indústria (o transporte será) seja incluída nisto. Parece que sim. Manifestei ao governador nossa preocupação com a preservação da atividade industrial, e nosso apoio nas medidas de proteção à saúde da população, e restrições as aglomerações.
Me pareceu muito franca e positiva a reunião e consideração.
Vamos torcer para isto passar logo.
Bom trabalho a todos.
Carlos Valter”

 

Deixe um comentário