Covid-19: Média de isolamento em Maringá é de 40%

, , Leave a comment

O 11º boletim epidemiológico sobre coronavírus aponta que a média de isolamento em Maringá está em 40%. O tempo de duplicação de casos estava em 17 dias, diminui para 10 e, agora, a média é 14. A pesquisa leva em consideração dados até 12 de junho, quando foram registados 695 casos da doença no município. As informações são da Secretaria de Saúde, Universidade Estadual de Maringá (UEM) e Unicesumar. O aumento do número de positivados reforça necessidade isolamento e prevenção.
Dos atendimentos, 52,2% foram pela rede pública e 47,7% pelo setor privado. “Isso é o resultado das estratégias em saúde para enfrentamento do Coronavírus, com adequação do Hospital Municipal, unidades de saúde e ampliação de testes”, afirma o secretário de Saúde, Jair Biatto.
De acordo com o levantamento, todas as áreas de Maringá registraram casos positivos de covid-19, com dois pontos de concentração da doença: nas áreas centrais e no Jardim Alvorada, região norte da cidade. Mulheres correspondem a 52% dos casos, 48% homens e 81,5% dos pacientes não apresentaram doenças pré-existentes. Indivíduos entre 20 a 59 anos correspondem a 79,8% dos infectados, seguido das pessoas acima de 60 anos com 11,2%, crianças de 0 a 9 anos com 4,3% e adolescentes com 4,5% dos casos.
Observando os sinais e sintomas apresentados pelos pacientes, 56,12% apresentaram tosse, 37,3% febre, 30,55% falta de ar, 29,84% náusea e vômitos. Os profissionais de saúde administrativos representam maioria entre infectados (123), seguidos de administrativos (104), desempregados (45), empresários ou comerciantes (42) e vendedores ou balconistas (41). A taxa de letalidade é de 1,4 %./As informações são da Prefeitura de Maringá/Foto:Aldemir de Moraes/PMM.
 

Deixe um comentário