Plano vai reorganizar trânsito e tornar cidade mais humana e sustentável

, , Leave a comment

A Secretaria de Mobilidade Urbana de Maringá (Semob) realizou ontem, 3, à noite, a primeira audiência pública do Plano de Mobilidade Urbana (PlanMob). Até setembro de 2020 serão realizadas mais 15 reuniões, audiências e oficinas para discutir problemas e soluções para o trânsito. O trabalho é feito pela empresa mineira Cidade Viva, vencedora da licitação. O plano será anexado ao Plano Diretor.
A empresa já realizou estudos cidades do Brasil, como Guarulhos (SP), com 600 mil habitantes, e Aracaju (SE), com mais de 1,3 milhão. “Maringá é uma cidade mais estruturada que as que temos trabalhado. Vamos propor medidas entre curto e longo prazo”, explica o diretor da Cidade Viva, Ricardo Mendanha. Também participou o coordenador de pesquisas da empresa, André Barra.
Gilberto Purpur, secretário de Mobilidade Urbana, aponta que o plano vai interferir em toda a cidade, acrescentando que a iniciativa corrigirá erros na distribuição de fluxo de veículos e pedestres, ciclistas e motoristas, além de reorganizar o trânsito segundo perspectivas futuras. “A ideia e planejar uma cidade mais humana e sustentável”, afirma./As informações são da Prefeitura de Maringá./Foto: Vivian Silva/PMM.
 

Deixe um comentário