Abandono de animais aumenta no final do ano; atitude rende multa de até R$ 2 mil

, , Leave a comment

Donos viajam de férias e quando não deixam seus animais domésticos em casa, durante dias, com pouca água e alimento, abandonam na rua ou soltam em estradas. Essa é uma das principais denúncias de maus-tratos recebidas pela Secretária de Meio Ambiente e Bem Estar Animal (Sema) quando chega o final do ano.
Em Maringá, o abandono é uma das formas de maus-tratos e pode ser punido com multa de R$ 2 mil, podendo ser aplicada em dobro no caso de reincidência. As penalidades podem ter outras sanções civis ou penais previstas em legislação.
Em 2019, foram R$ 99,5 mil em multas de maus tratos; mais de 4,6 mil denúncias e 1.168 atendimentos: 844 de assistência médica veterinária de animais não tutelados, 117 tutelados e 107 de recolhimento.
O secretário de Meio Ambiente e Bem Estar Animal, Marco Antonio Lopes de Azevedo, explica que além do abandono por parte daqueles que viajam de férias, há também casos de quem se muda para um apartamento.
“Não conseguem um novo local para o animal e o abandonam no imóvel”, ressalta Marco Antônio. “Outro abandono não sazonal é falta de cuidado com a reprodução dos animais. Muitos não realizam a castração e abandonam em fundos de vale”, completa.
Preventivamente, o município destina recursos para o procedimento que atende associações e protetores independentes de animais. Das 2.472 castrações em 2017, o município, por meio de clínicas terceirizadas, efetuou cerca de 4 mil em 2019.
Acreditando que a educação na mais tenra idade é a melhor forma de conscientização, a Secretária de Meio Ambiente e Bem Estar Animal (Sema) iniciou este ano o projeto Aluno Amigo dos Animais. Atendidos 100 alunos de unidades de ensino municipais. Entre os temas discutidos está a posse responsável.
Outro trabalho da Sema para o abandono é a feira de adoção com a parceira de Ongs. De 25 animais em 2017, cerca de 200 receberam novo lar neste ano./As informações são da Prefeitura de Maringá./Foto: PMM/Divulgação.
 

Deixe um comentário